Teórico: Donna Orange

O trecho abaixo foi retirado do texto “Conferência em homenagem à memória de Kohut ATITUDES, VALORES E VULNERABILIDADE INTERSUBJETIVA” escrito por Donna Orange:

A comissão organizadora me concedeu uma honraria muito grande, e inteiramente inesperada, ao convidar-me para fazer parte da longa e eminente lista dos Conferencistas em Homenagem à Memória de Kohut. Há mais de 35 anos Heinz Kohut – quando fazia alusão ao fato de ter visto Freud no momento em que escapava de Viena – observou que estávamos nos aproximando da segunda morte de Freud: “o momento em que não haverá mais analistas que tenham estado debaixo da influência direta de Freud e de seu carisma – mesmo que numa rápida olhadela numa estação ferroviária” (Kohut, 1975, p. 327). A psicanálise, dizia Kohut, ainda era jovem e não tinha penetrado muito além da superfície, mas Freud nos deixara “o legado de uma porta aberta”. Agora podemos estar nos aproximando de um momento agridoce equivalente, na psicologia do self. É possível que eu seja a primeira, nesta lista de conferencistas, que não conheceu Kohut pessoalmente, mas muitos dos colegas e amigos dele estão aqui conosco hoje. Quero agradecer-lhes por terem sido meus professores, meus queridos colegas e amigos, e por me proporcionarem a minha ligação a Kohut, sem a qual seguramente eu não teria me tornado psicanalista. Além disso, expresso meus especiais agradecimentos a toda a comunidade do IPSS (Instituto para o Estudo Psicanalítico da Subjetividade, de Nova York) e ao ISIPSe (Instituto para especialização em Psicologia do Self e Psicanálise Relacional, de Roma) – mille grazie – meus dois lares psicanalíticos. Sou também, é claro, infinitamente grata pelo mundo de apoio mútuo, encorajamento e colaboração com Bob Stolorow e George Atwood. Eu precisaria usar o restante do tempo que me foi concedido aqui hoje para agradecer a todos vocês que estão aqui presentes, e que me ensinaram, me inspiraram, me apoiaram, me ajudaram a preparar esta conferência, desafiaram-me e mesmo me amaram. Então, tante grazie, vielen Dank, merci beaucoup e muito, muito obrigada.

Clique aqui para fazer o download do texto completo